Quais as melhores panelas para a sua saúde?

Você já se perguntou se o tipo de panela que você usa faz bem para a sua saúde?

Sabemos que existem muitos tipos de panelas, com diferentes materiais.

Mas, você sabe escolher quais as melhores panelas para a sua saúde?

Se você tem dúvidas sobre isso. Neste post eu vou te explicar certinho as diferenças, vantagens e desvantagens de cada tipo de panela. E vou te indicar os melhores materiais de panelas para usar no dia a dia e que não liberam substâncias nocivas para a saúde.

Há um tempo atrás, eu fiz um artigo aqui no site sobre disruptores endócrinos (se você quiser ler Clique aqui). Neste artigo eu expliquei o que são disruptores endócrinos, onde são encontrados e quais as consequências para a nossa saúde. Ter conhecimento sobre esse assunto é muito importante para a sua saúde e qualidade de vida, pois te deixará mais crítico quanto aos produtos (cosméticos, higiene, entre outros) e utensílios domésticos de uso diário.

Panelas, são utensílios que usamos todos os dias (pelo menos a maioria das pessoas), e através delas, cozinhamos os nossos alimentos diariamente, e por isso, é preciso utilizar panelas que são seguras para a nossa saúde.

Existem diversos materiais utilizados para a fabricação de panelas, tanto artesanal como industrialmente: ferro, alumínio, inox, cerâmica, pedra, vidro, barro e outros. Entretanto, cada material pode causar efeitos positivos ou negativos a saúde, e cada material tem as suas particularidades.

Para você entender melhor sobre esse assunto, eu irei descrever os prós e contras dos principais materiais utilizados na confecção de panelas.

01
02

Panelas de Alumínio

As panelas de alumínio podem liberar uma quantidade de alumínio nos alimentos durante o cozimento e armazenamento (caso você tenha o costume de armazenar os alimentos nas panelas na geladeira).

Existem vários estudos comprovando que o alumínio oral ocasiona um aumento no risco de doenças neurodegenerativas, como a Doença de Alzheimer e outras demências.

Cerca de 75 a 95% do alumínio ingerido é eliminado na urina e nas fezes, o restante é absorvido e depositado em vários órgãos, tecidos, fluídos, placenta, feto, leite e cabelo. Vale lembrar, que a concentração de alumínio tecidual aumenta com a idade.

Existem vários fatores que podem influenciar na migração do alumínio para o alimento, como a qualidade da liga de alumínio utilizada pela indústria, o tempo de uso da panela, o tempo da duração da cocção  dos alimentos, o pH do alimento, a presença de sal ou açúcar, entre outros.

É importante lembrar que estamos expostos a diversas fonte de alumínio, como: desodorantes anti-transpirantes, cosméticos, aditivos alimentares, água e a partir de alimentos cozidos em panelas de alumínio. Além do mais, alguns medicamentos antiácidos contém hidróxido de alumínio, e algumas pessoas fazem uso prolongado destes medicamentos.

Portanto, apesar das panelas de alumínio serem muito comuns, é bom evitar o uso diariamente, pois as panelas não são a única fonte de absorção de alumínio.

Panelas de Inox

As panelas de aço inoxidável (inox) são bem resistentes e duráveis; atingem altas temperaturas, mantém o alimento aquecido por mais tempo e são de fácil limpeza.

Porém, liberam níquel nos alimentos. O níquel é encontrado também em jóias, aparelhos ortodônticos, alimentos enlatados, açúcares e conservantes.

O níquel está relacionado frenquentemente a dermatite de contato (alergia na pele) e outros problemas de saúde.

Portanto, se você é sensível ao níquel, não utilize panelas de inox para preparar os seus alimentos.

Panelas antiaderente

As panelas antiaderente são uma das mais populares. Elas são bem práticas, e realmente facilitam o nosso dia a dia, pois evitam com que o alimento queime facilmente, evita o uso de óleo e não deixam o alimento grudar, facilitando na hora de lavar. 

Essas panelas são constituídas por polímeros de fluorocarbono, especialmente o politetrafluoretileno (PTFE). Com o tempo, o revestimento vai se desgastando e as chances do PTFE e do fluorocarbono passarem para o alimento aumentam.

A exposição ao PTFE tem sido associada ao aumento dos riscos de câncer. Portanto, se a sua panela estiver desgastada, troque! 

O revestimento de PTFE suporta uma temperatura de até 250ºC. Mas é bom evitar utilizar essas panelas quando for preparar fritura, onde a temperatura é muita elevada
e pode haver a formação de substâncias cancerígenas.

 

 

Panelas de Barro

Em alguns locais a panela de barro é muito utilizada.

Porém, vários estudos relacionam níveis aumentados de chumbo no sangue com o consumo de alimentos preparados em
panelas de barro. Outro dado importante, é que a quantidade de chumbo depende do modo como as panelas foram fabricadas.

 

Panelas de Ferro

O ferro é um nutriente insdispensável. A deficiência de ferro é muito comum, e precisa ser corrigida o mais rápido posível, pois ocasiona vários sinais e sintomas que podem levar a sequelas duradouras e até letais.

Para estes casos, as panelas de ferro podem ajudar de maneira alternativa na prevenção e tratamento da anemia ferropriva, pois quando se utiliza panelas de ferro para a cocção de alimentos, o ferro pode migrar para o alimento.

Panelas de Cerâmica

Enfim, as minhas preferidas! Fala a verdade, você já estava desanimado(a) né.

Sim, existem panelas seguras, que não liberam metais, ou seja, que são atóxicas!

A panela de cerâmica é a melhor opção! Ela preserva o alimento quente por mais tempo, são 100% resistente a choques térmicos e não risca. Eu acho elas muito versáteis, pois podem ser levadas a geladeira, forno, lava-louças ou micro-ondas. 

A desvantagem é que requer habilidade no preparo para não queimar o alimento.

As minhas panelas são da Oxford (foto abaixo), na cor rosê. Eu gosto muito! São de ótima qualidade e bem práticas!

 

 

Panelas de Aço cirúrgico

As panelas de aço cirúrgico são consideradas bem seguras também, pois não liberam nenhum tipo de contaminante ao alimento. São resistentes aos arranhões, resistentes e distribuem calor por toda a panela.

A desvantangem é o preço elevado.

Acredito que as panelas de aço cirúrgico são fortes candidatas para a lista de melhor panela para cozinhar. Entretanto, não posso afirmar… pois nunca cozinhei com uma panela de aço cirúrgico. Quando eu adquirir uma, farei uma resenha para vocês.

 

 

Panelas de Vidro

Assim como as panelas de cerâmica, as panelas de vidro não liberam metais tóxicos. São de fácil limpeza e excelentes para guardar os alimentos e preparações.

A desvantagem é o preço.. que é mais elevado e também podem ser mais pesadas e se cair quebra.

Referências:

QUINTAES, K.D. Utensílios para alimentos e implicações nutricionais. Revista Nutrição 13 (3). Dez 2000

© 2022 Todos os direitos reservados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn